sábado, 16 de outubro de 2010

Poema da Felicidade




De Amor e Ódio



Neste sonho
De espaço e tempo,
Que aqui chamamos vida,
Descobri que coube a mim
Trazer junto - e dar valor,
Um bom suprimento de amor.

Quanto sei
Desse outro ítem,
Há veneno em seu sabor.
E se vivo feliz sem 'ódio',
- Palavra deselegante!
Então, que minh'alma cante!


ElischaDewes_______________





**